Livro: Nuances





Não sei se vocês notaram, mas fiquei bastante tempo sem postar um trabalho novo. Estava bem ansioso e impaciente, sabendo que o blog parecia abandonado às moscas e nada de eu receber algum dos livros para compartilhar com vocês! Finalmente um deles chegou: Nuances, de Vladimir Queiroz.

Nuances já é o nono livro de poesias desse autor e fiquei feliz quando ele me procurou, por que não é sempre que se tem a oportunidade de fazer um livro desse tipo. Até então, já tinha feito vários acadêmicos e até aquele de Ivete Oliveira, biográfico, que me permitiu ter maior liberdade (menos na capa, onde não tive nenhuma), mas nunca tão grande quanto nesse livro. A liberdade já começou na capa, onde brinquei com fontes para escrever o título do livro. A galera do trabalho ficou me zoando por que parecia coisa das novelas de Manoel Carlos... hahahaha.

O miolo dele é em papel creme, Chamois Fine, 80 g/m². As fontes usadas foram a Museo Sans, nos títulos e Milo, nos poemas. Como se percebe nas fotos, existe uma sobrecapa, como uma guarda, em papel vegetal de 90 g/m², onde o título e o nome do autor foram impressos. Também há duas folhas coloridas no início e no final, verde e rosa (não venham com piada de escola de samba).

A cada 4 páginas, eram usadas nuances de formas através de fatias das ilustrações de Ederson Baptista. A ilustração da capa é de João Aires e vale destacar a ajuda de Amanda Lauton Carrilho na solução dessa sobrecapa. Obrigado, Amanda!








Espero ver comentários de vocês.

.

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS