Projeto Gráfico: Jornal da FACOM



Olá mais uma vez!

É com muito orgulho que apresento um projeto trabalhoso, um desafio que nunca tínhamos enfrentado, mas que foi delegado a nós (eu e Amanda Carrilho Lauton - https://www.facebook.com/amanda.carrilho) e deveríamos transpassar toda e qualquer dificuldade.

O grande drama disso tudo é que nunca havíamos feito um jornal, nunca tínhamos analisado um a sério e nunca imaginamos que faríamos um projeto gráfico inteiro pra um jornal.

O jornal em questão é o Jornal Laboratório da FACOM, feito no decorrer da disciplina da professora Graciela, pelos alunos da mesma.

Ela nos apresentou o jornal anterior (pequei em não ter tirado fotos dos modelos anteriores, mas se quiser ver o último modelo antes de entrarmos na jogada, está aqui: http://issuu.com/jornaldafacom/docs/jf_marco_2012) e logo centenas de ideias começaram a pipocar em nossas cabeças. Somos duas pessoas criativas, da mesma idade, que tiveram as mesmas referências durante a infância e isso contribui pra que nosso trabalho esteja sempre em sintonia. Sempre pensamos mais ou menos parecido. E o resultado foi fantástico!

Embora tenhamos apresentado uma opção de jornal mais diferenciado, um misto de jornal e revista, a professora logo falou que o modelo não era muito "jornalístico". Ficamos frustrados com isso por que estávamos seguindo um belo caminho, priorizando beleza e leveza, mas nos foram apontados os jornais mais famosos do mundo (que são bizarros em sua maioria) como bons exemplos a seguir. Nossa ideia para capa havia sido rejeitada.

Ficamos contentes por termos conseguido, ao menos, nos livrar da fonte serifada nos textos. Partimos para a pós-modernidade-sem-serifa. Daí em diante tentamos fazer algo visualmente agradável mas que não deixasse espaços desnecessários em branco. Angela foi a grande ajudadora nesse sentido. Dois minutos com a gente e ela aponta o caminho certo a seguirmos.

O resultado foi elogiado por todos e todas. Até agora só tivemos felicidade com esse projeto, por que fazer um jornal é uma coisa muito incomum, rara mesmo. De anos em anos aparece uma oportunidade similar e em um mês fizemos algo que deve permanecer por alguns anos.

O formato e o tamanho são exatamente iguais aos do Jornal da Metrópole.
O resultado final você vê abaixo!











Se você está cansado somente de fotos e quer ter a sensação mais próxima possível da real, é só dar uma olhada no jornal clicando na caixa abaixo, que abrirá para tela cheia. Essa interação é nota 10!




E então, o que vocês acharam?

:)

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS

0 comentários:

Postar um comentário