Uma mensagem de Ellen White para a Igreja


"O ministro de Cristo não deve apresentar ao povo apenas as verdades mais agradáveis, retendo outras que lhes possam causar mágoa. Deve ele observar com profunda solicitude o desenvolvimento do caráter. Se vir que alguém no rebanho está acariciando o pecado, precisa como fiel pastor dar-lhe instrução da Palavra de Deus que se aplique ao caso. Unicamente aquele que é um fiel ensinador da verdade poderá, ao fim de seu trabalho, dizer como Paulo: "Estou limpo do sangue de todos" Atos 20:26" (Atos dos Apóstolos, p. 394).

“Repetimos o pecado de Arão, pacificando, quando os olhos devem ser claros em discernir o mal e declará-lo positivamente, mesmo que isso nos coloque numa posição desagradável, por nossos motivos poderem ser mal compreendidos. Não devemos suportar o mal em um irmão ou em qualquer pessoa com quem estejamos ligados. Essa negligência de postar-nos com firmeza em favor da verdade foi o pecado de Arão. Houvesse ele falado claramente a verdade, nunca se teria feito aquele bezerro de ouro” (Carta 10, 1896).

“Caso abaixeis a norma a fim de conseguir popularidade e aumento de número, fazendo desse acréscimo objeto de regozijo, mostrais com isto grande cegueira. Fossem os algarismos indício de êxito, Satanás poderia reclamar a preeminência; pois, neste mundo, os que o seguem constituem a grande maioria” (Conselhos Sobre Educação, p. 69).

"Quando a religião de Cristo for mais desprezada, quando Sua lei mais desprezada for, então deve nosso zelo ser mais ardoroso e nosso ânimo e firmeza mais inabaláveis. Permanecer em defesa da verdade e justiça quando a maioria nos abandona, ferir as batalhas do Senhor quando são poucos os campeões - essa será nossa prova. Naquele tempo devemos tirar calor da frieza dos outros, coragem de sua covardia, e lealdade de sua traição" (Testemunhos Seletos, v. 2, p. 31).

"A maior necessidade do mundo hoje é a de homens; homens que não se comprem nem se vendam, Homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos, Homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato, Homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo, Homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus" (Educação, p. 57).

“A conformidade aos costumes mundanos converte a igreja ao mundo; jamais converte o mundo a Cristo” (O Grande Conflito, p. 509).

Espero que isso te faça ver o quanto temos caminhado na direção errada.

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS

0 comentários:

Postar um comentário